31 de maio de 2012

O POSITIVO



Mantenha seus pensamentos positivos
porque seus pensamentos tornam-se suas palavras.
Mantenha suas palavras positivas
porque suas palavras tornam-se suas atitudes.
Mantenha suas atitudes positivas
porque suas atitudes tornam-se seus hábitos.
Mantenha seus hábitos positivos
porque seus hábitos tornam-se seus valores.
Mantenha seus valores positivos
porque seus valores tornam-se seu destino.


Mahatma Gandhi


Imagem

30 de maio de 2012

O BARCO DA VIDA E O PORÃO DE SI MESMO


"Todo barco que afunde no abismo do oceano tem sua totalidade invadida pela água, água que antes era estrada sem rumo, onde pairava o mesmo, a destino certo sem horizonte. Horizonte azul, bússola ao norte e uma certeza de terra firme apenas ao vislumbrá-la. O sujeito afunda em seu mar de sofrimento a qualquer vento que o balançar, erguem-se as velas, ligam-se os motores, aciona os barcos e nos últimos casos aceita como regra as profundezas pacificas do sofrimento. 
 
Ser navegante no caminho da vida é remar sobre águas incertas, seguir o norte da bússola, mesmo não tendo ao alcance dos olhos a praia, ou seja, é viver desejando. Desejo fundado pela falta. Falta vivida no horizonte onde a certeza está apenas no fundo do oceano, quando o casco ali bater se deixarmos o barco afundar, pois ali em baixo, poucos metros ou quilômetros os fazem crer no certo da chegada, que seja este o fundo do oceano, o suicídio do navegante ou a morte do desejo.


Como viver nos tempos de hoje, em pleno vapor do capitalismo selvagem, da tirania da praticidade e indústria da felicidade? Promessas se amontoam nos convés da humanidade. O tempo passa depressa para quem não tem tempo para se apressar no que lhe causa. A satisfação das necessidades secundárias aos montes nos tiram o tempo de olharmos a nossas entranhas, esvaziar o porão do inconsciente e calcular o prejuízo das tempestades. O autoconhecimento aparece como um barco salva vidas no meio do oceano gelado apontando uma lanterna ao sujeito escondido no porão da embarcação. Lança luz a seus excessos de carga a afundar o navio. Aos que preferem ainda assim os excessos, os corais estão cada vez mais próximos. Conheça-te a ti mesmo hoje, siga a luz do farol da consciência, pois, após a tempestade, uma ilha se abrirá no horizonte trazendo a possibilidade de nos libertar dos afeiçoados ao porão de nós mesmos."



Roverson F. Costa - "O analista Itinerante"

Fonte

29 de maio de 2012

PROFECIA ROSA CRUZ

Profecia Rosacruz
Por Mario Cezar Nogales em David Icke Brasil .

Como você sabe a maioria das profecias feitas até os dias atuais, anunciaram e ainda anunciam dramáticos acontecimentos negativos e para a humanidade. A crise geral que enfrentamos há vários anos e parece credencia-los, desta maneira, despertam medos e ansiedades que alguns não hesitam em manter e operar para diversos fins. Os Rosacruzes, entretanto, sempre consideraram que tais profecias não devem ser interpretadas literalmente e todas estas profecias tem no máximo um valor simbólico ou alegórico. O que quer digam sobre isto, o futuro do mundo será o que cada humano irá fazer dele, individualmente e coletivamente, o que envolve, acima de tudo, seu livre arbítrio e suas escolhas no curto e no médio prazo. Além disso, achamos que têm todas as faculdades físicas, mentais, etapas psíquicas e espirituais para torná-la positiva e permitir que todos, sem distinção, prosperem e sejam felizes em todos os níveis.


Desde que nós fizemos alusão às profecias negativas, aproveitamos esta oportunidade para dizer que discordamos totalmente e de nenhuma maneira concordamos com o recentemente, anunciando que o fim do mundo previsto para 2012. Infelizmente, esse boato, que é nada mais do que manipulação e que alguns meios de comunicação têm ajudado a se espalhar, criou a dúvida e confusão nas mentes das pessoas. Assim, um número de frágil e impressionável de indivíduos começou a se preocupar, e até mesmo a esperar pelo pior. Como você provavelmente sabe, aqueles que são a fonte desta profecia se baseiam no calendário maia, o qual está programado para terminar 21 de dezembro de 2012. Esteja certo, porém, que, como todas aquelas profecias que nos impuseram até hoje em relação ao "Apocalipse" (1967, 1984, 1993, 2000, citando apenas os anos mais recentes), estas datas chegam e passam sem que o mundo desaparecer, entretanto, devido a algum ou outro cataclismo planetário. Assim, haverá um 01 de janeiro de 2013.


Isso significa dizer que todas as profecias do passado eram imaginativas, e que todos aquelas em relação ao futuro são infundadas? Não, de fato algumas se tornaram realidade. Entre as mais conhecidas estão o nascimento de Moisés, Jesus e outros avatares, a queda das civilizações egípcia, grega e romana, a declaração da primeira e segunda Guerra Mundial, as revoluções sociais e culturais dos anos 60, o surgimento da comunidade europeia, etc. Observe que a maior parte destes eventos, teve uma profunda influencia na evolução da moral, mentalidades e consciências em maior ou menor grau. Assim sendo, estaríamos errados ao pensar que eles foram de natureza inevitável. No que diz respeito àqueles eventos com uma conotação negativa, eram mais uma advertência ou uma palavra de cautela, de modo que poderiam ter sido evitados se os seres humanos tivessem agido de maneira correta.


A questão principal que rodeiam estas profecias diz respeito ao principio em que se baseiam. Que a aceitemos ou não, o universo não está limitado a um grupo de estrelas, planetas e outros corpos celestes em um espaço infinito. É dotado de uma consciência que integra o passado, presente e futuro de tudo o que constitui a sua existência e evolução. Além disso, é possível harmonizar-se com esta consciência universal e obter impressões sobre o futuro da humanidade, o que supõe naturalmente, que se sabe como proceder. Gostaríamos também de salientar que tais impressões tornam-se proféticas somente a partir do momento em que são cumpridas. Por isso, como já dissemos antes, profecias, inclusive aquelas com conotações positivas, não correspondem a eventos inevitáveis e não implicam com a negação do livre arbítrio humano.


Independentemente das profecias fundamentadas em revelações obtidas através da harmonização com a consciência universal, seres humanos são capazes de ter sonhos premonitórios e prever o futuro através deles, mesmo que apenas furtivamente. Também podem antecipar-se por meio do raciocínio e da imaginação em sua forma mais intuitiva. Na verdade, é através da combinação destas duas faculdades que alguns grandes visionários do passado foram capazes de prever o que o futuro reservava para a humanidade em diferentes domínios. Lembremos que Leonardo da Vinci trabalhou em projetos que estavam consideravelmente à frente de seu tempo. Este foi também o caso de Jules Verne, que havia previsto que os seres humanos viajariam no espaço e no profundo do oceano. Também não há dúvida de que certas novelas e filmes futuristas antecipam a situação do mundo nas décadas e séculos vindouros.


Rosacruzes sempre se dedicaram a antecipação do futuro e a profetizar o que há de melhor para a humanidade se esta agir de forma sensata será conduzido para a existência que lhe está destinada. Acreditamos que a humanidade não está simplesmente aqui por acaso ou devido a um acidente de tempo e espaço, não mais do que o próprio universo. Se vive na Terra, é para evoluir espiritualmente, quer dizer que, gradualmente tornar-se-á consciente de sua natureza divina e expressará isso através de seus pensamentos, palavras e ações. Além das provações e tribulações de existência, é nesta busca de sentido que está chave para a felicidade que aspira poderá ser encontrada. Por extensão, a humanidade como um todo está destinado a estabelecer uma sociedade ideal que muitos homens sábios do passado pediram, e que muitos indivíduos, mais ou menos conscientes, esperam.


Traduzido da AMORC para língua francesahttp://www.rose-croix.org/Documents/propheties_des_rose_croix.html

28 de maio de 2012

PERMANEÇA MARAVILHADO

Permaneça maravilhado se você quer que os mistérios se revelem a você.

Os mistérios nunca se revelam para aqueles que continuam questionando.

Os questionadores cedo ou tarde acabam numa livraria.

Os questionadores cedo ou tarde acabam nas escrituras, porque as escrituras estão repletas de respostas.

E respostas são perigosas, elas matam sua maravilha.


Minha interpretação:

Os questionamentos são sempre necessários, para que possamos nos conhecer e auto analisar.
Todos os dias aprendemos um pouquinho sobre tudo, seja na leitura, estudo ou na prática mesmo.
O homem avança sua conscientização, à medida que evolui. Por isso há equívocos sobre a verdade. Esta será de acordo com seu tempo, por isso ela é mutável.

Somente sua consciência poderá responder todas as suas indagações feitas a si.
As respostas internas que surgem são as que valem para cada um... porque vem de dentro, são "únicas."

Fonte do texto acima:Osho, em "The Book of Wisdom"

26 de maio de 2012

SEMENTES DO AMANHÃ

 Matrix - O Universo Holográfico

“O conceito matemático de Matriz [= Matrix, em inglês] consiste em uma ordenação adequada de símbolos [normalmente números] no espaço. Em duas dimensões, essas ordenações são chamadas de 'linhas' [na horizontal] e 'colunas' [na vertical]”.  

Somos emanações divinas presentes eternamente no infinito AGORA. Tudo que observamos são nossas criações mentais. Tempo e espaço são conceitos ilusórios que criamos, formando uma prisão, que podemos chamar de 'Matriz'. A única verdade é o Amor Infinito - todo o resto é ilusão. Vamos aos detalhamentos:  

1. Hologramas são projeções de energia ou 'luz' que parece, ao observador, ser uma forma de 3 dimensões, mas na realidade são uma série de códigos e padrões de onda que apenas geram a ilusão de 3D quando um laser emite sua luz sobre esses hologramas. Toda a realidade dos 5 sentidos é uma ilusão holográfica que apenas existe de uma forma 'sólida' porque o cérebro/mente humana faz com que se aparente desta forma. O mundo 3D de paisagens, mares, edifícios e corpos humanos, apenas existe nessa forma quando nós olhamos para ele! Se não ele é uma massa de campos vibratórios e códigos. No filme Matrix, a Matriz é representada, vista de fora, por uma série de números verdes e códigos, enquanto que do interior ela é vivenciada como o tipo de mundo em que nós pensamos que vivemos - montanhas, ruas, pessoas etc. Esta é uma boa analogia. 

2. Nós não enxergamos com os nossos olhos, nós enxergamos com o nosso cérebro! No caminho dos olhos até o córtex visual, região cerebral responsável pela “fabricação” da visão (gnosia visual), os lobos temporais editam e reconstroem até 50% ou mais da informação original que entra através da retina e nós apenas “vemos” o que o cérebro, com todas as suas realidades condicionadas, decide o que ele está vendo. 
Em “O Universo Holográfico”, Michael Talbot conta-nos que nos anos ‘70 seu pai contratou um hipnotizador profissional para entreter um grupo de amigos. Um dos escolhidos para ser hipnotizado foi um homem chamado Tom e era a primeira vez que ele encontrava-se com um hipnotizador. O que os hipnotizadores de palco fazem é programar as pessoas para acreditarem que elas estão vendo algo ou fazendo algo que, na verdade, não passa de pura invenção. O hipnotizador fez Tom acreditar que existia uma girafa na sala e mais tarde fez com que comesse uma batata crua acreditando que era uma maçã. Essas são confirmações de que o cérebro vê e experimenta o que ele é programado para acreditar o que ver e experimentar. Mas a parte mais interessante da história veio quando Tom foi trazido de volta para o estado de consciência desperta. Logo antes do hipnotizador terminar o estado de transe formal,  ele disse a Tom que quando ele acordasse ele não seria capaz de ver sua filha, Laura. O hipnotizador pediu a Laura para ficar em pé de frente e junto do pai de tal forma que quando ele abrisse os olhos ele estaria olhando no estômago dela. Quando perguntaram a Tom se ele conseguia ver sua filha, ele respondeu que não. Laura se mexeu bastante, mas não deu nenhum resultado. O hipnotizador se colocou atrás de Laura e segurou algo contra as costas de Laura. Para ver esse objeto, Tom teria que ver através de sua filha. O hipnotizador pediu a Tom para dizer o que ele estava segurando em sua mão e, inclinando-se para frente para junto do estômago da filha, ele disse: “um relógio”. Foi-lhe pedido então para ler a inscrição no relógio e ele leu. O hipnotizador confirmou que realmente estava segurando um relógio com a inscrição descrita por Tom. A mente de Tom foi programada para acreditar que ele não poderia ver sua filha e portanto ele não a viu. Além disso, ele pôde ver o que estava atrás dela. Como isso é possível? Nós construímos nossa realidade “aqui dentro” e não “lá fora”.

3. Uma afirmação perfeitamente correta é: "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". Na prática, uma grande parte do que conhecemos é Mentira. Existem entidades (como os manipuladores reptilianos, draconianos, “greys” e seus fantoches, além da própria Matriz que nós mesmos criamos) que nos repassam informações erradas (mentiras!) visando nos escravizar (retirar nossa liberdade) e nos retirar Poder. Uma das mentiras mais enraizadas em nós é o nosso conceito (ilusório) de separação espacial e de tempo.  
Comecemos pelo nosso conceito de tempo: com o conceito de tempo estabelecido na superfície de nosso planeta Terra, todos nós podemos praticar um ato posterior ANTES de um ato anterior, basta cruzar de oeste para leste o “meridiano do tempo”, que cruza o Oceano Pacífico exatamente na localização oposta ao meridiano de Greenwich. Desta forma cria-se uma diferença de tempo entre os atos de quase 12 horas! Que absurdo! Nosso conceito de Tempo é uma tremenda ilusão. Passado, presente e futuro: ilusão! Então, como funcionam todas as coisas, sem o conceito de Tempo? Na realidade só existe o infinito e eterno Presente, o AGORA, com todos nossos conceitos de eventos passados e futuros ocorrendo no eterno Agora, em realidades paralelas simultâneas, criadas por nossas mentes. É exatamente por causa disso que videntes conseguem “ver” e “sentir” acontecimentos “passados” e “futuros”: eles estão presentes no Agora! Reencarnação, portanto, não é um processo de vir e sair deste mundo com o passar do tempo: é mover-se para dentro e para fora de diferentes realidades, todas acontecendo simultaneamente. 
Ainda não está convencido sobre a ilusão do tempo? Então considere um dos grandes mistérios que é a predição do “futuro”, que muitos estudos já provaram ser possível. Um exemplo nesse sentido é o “teste da cadeira” proposto pelo vidente holandês Gerard Croiset: investigadores iriam identificar eventos em salas espalhadas pelo mundo que não tivessem assentos numerados pré-alocados. As pessoas sentariam onde quisessem quando elas chegassem ao local do evento. O investigador daria a Croiset um assento particular para ser focalizado semanas antes do evento e ele teria que descrever a pessoa que iria sentar lá durante o evento futuro. Durante 25 anos Croiset descreveu os ocupantes dos assentos com enorme precisão. Dra. Jule Eisenbud, professora clínica na Universidade do Colorado, conduziu um desses testes em 1969. Mais de duas semanas antes de um evento em Denver, Colorado, Eisenbud contactou Croiset na Holanda e deu a ele um assento para “ler”. Croiset disse que o homem que iria sentar naquela cadeira tinha cerca de 1.75m de altura e trabalhava na indústria e com ciência. Em seu trabalho, disse Croiset, ele usava um avental de laboratório que estava manchado com um produto químico esverdeado. Ele disse que o homem tinha os cabelos pretos, penteados para trás, uma cicatriz no seu dedão e um dente de ouro na sua mandíbula inferior. 17 dias depois, este mesmo homem sentou no assento e Croiset estava correto em todos os detalhes, inclusive sobre sua altura. Como isso é possível? O homem “depois” na cadeira e o homem “antes”, antes mesmo que ele inclusive soubesse que ele iria àquele evento, não eram eventos que estavam acontecendo separados por várias semanas: eram eventos concomitantes na eternidade. Eles estavam acontecendo simultaneamente. Eram duas realidades mentais distintas, mas acontecendo no Infinito AGORA!! 

4. Uma ilusão só pode controlar você quando você pensa que ela é real. Quando nós observamos nossas experiências diárias nós estamos olhando em um espelho de nós mesmos. Portanto, para mudar seu mundo mude a você próprio. Não culpe os outros, pois isso é aceitar que os outros têm poder sobre sua vida e sobre a realidade que você cria. 
Não existe nada que não possa ser explicado, uma vez que entendamos que o Amor Infinito (Unicidade) é a única verdade e todo o resto é ilusão e que nós estamos criando a ilusão ou tendo a ilusão programada em nós por acreditar que ela seja real. Lyall Watson, biólogo e autor de “Supernature”, diz ter presenciado uma mulher Indonésia chamada Tia, uma xamã, conversando com uma menininha em um pequeno bosque de árvores. Ele olhava a cena de uma curta distância e ela não sabia que ele estava lá observando. Ela pareceu explicar algo à garota e um certo ritual de dança e de gestos começou. Para o espanto de Watson,  o pequeno bosque de árvores desapareceu e, após alguns segundos, voltou novamente. "Num momento Tia dançava no bosque sombreado; no seguinte ela ficava em pé sob um sol escaldante", ele disse. “Ela conseguiu 'ligar' e 'desligar' o bosque várias vezes”, com Watson olhando sem acreditar. Isto é impossível? Não, não é. O bosque é uma ilusão holográfica e aqueles que compreendem como o processo funciona podem se desconectar dessa realidade, o sonho de consenso que concorda que o bosque existe. Com Lyall Watson observando esta cena intensamente, foi fácil para ele tornar-se parte do campo de realidade de Tia e também ver o bosque aparecer e desaparecer. Outras pessoas poderiam ter observado isso de uma ilusão de realidade de consenso e o bosque não teria desaparecido para elas. Isto explica porque algumas pessoas podem caminhar através de paredes - elas acreditam que podem e essa torna sua experiência. Elas desconectam suas mentes e corpos das leis da realidade de consenso que insiste que isso é impossível. Quando digo "acreditar", isto é um nível de crença muito além de qualquer pessoa que apenas diz “eu acredito”. Não é crença, é um conhecimento, um ser. Existe um velho ditado que diz que nós podemos “mover montanhas”. Isto não tem um  significado literal? Por que não? Se um bosque pode desaparecer, porque não uma montanha? A montanha é uma ilusão holográfica e nossa mente controla a ilusão. Por que nós não movemos montanhas? Nós podemos, mas nós não fazemos, porque nós não sabemos que nós podemos. A realidade de consenso, programada, diz que a própria idéia é ridícula e se acatamos essa realidade, assim é. Porém se criarmos uma outra realidade que diz o oposto, moveremos montanhas! 

5. As “leis” do mundo dos 5 sentidos podem apenas ser aquilo que nós pensamos que elas são, e enquanto aceitarmos elas como real nós estaremos sujeitos às suas limitações. Da mesma forma, se nós pudermos livrar nossas mentes dessas realidades, nós não estaremos mais sujeitos às suas “leis” e limitações. Isto é o que chamamos “milagres”. Quase todos já leram sobre feitos inexplicáveis como caminhar no fogo sem se queimar, ter espadas atravessadas através do corpo sem se machucar ou deixar cicatriz, levitação e muitas outras coisas. Nenhum desses fenômenos é possível para a ciência materialista convencional, mas isso é simplesmente porque a ciência convencional é o conhecimento equivalente a um filme do Mickey Mouse. David Icke conheceu uma mulher que separou um quarto de sua casa para ser usado por meditadores sérios, meditadores que queriam meditar por longos períodos sem serem perturbados. Um cara entrou e não apareceu por muitos dias e ela ficou curiosa para saber se ele estava bem. Ela pegou um copo de chá para ele e abriu a porta devagarinho. No momento seguinte o copo se espatifou no chão porque quando ela olhou para ele, a metade de baixo de seu corpo estava invisível. Impossível? É possível sim e perfeitamente explicável.
Em 1905, o paranormal Indridi Indridason fazia parte de um projeto de cientistas eminentes da Islândia no terreno do “paranormal”. Quando ele entrava em transe profundo os cientistas viam diferentes partes de seu corpo desaparecer e reaparecer. Tudo é possível, literalmente tudo, porque nós somos infinitas possibilidades. David Icke também conta que uma mulher do Texas lhe contou que um dia, pela manhã, ela acordou próximo do marido e encontro-o flutuando a cerca de 1,80m acima da cama, ainda dormindo... 
O Dr. William Tufts Brigham, o curador do Bishop Museum de Honolulu, era um investigador perspicaz do “paranormal” e seus estudos envolveram os ”milagres” feitos por xamãs havaianos, ou kahunas. Ele testemunhou uma delas curar um homem que tinha quebrado a perna tão forte que pedaços do osso estavam atravessando a pele. A mulher kahuna “orou” (pensamento concentrado) e meditou ao lado do homem e esticou sua perna, empurrando os ossos quebrados. Após alguns minutos ela disse que a cura estava completa e o homem se levantou e saiu andando sem nenhum sinal de seu severo machucado de minutos atrás. Isto é possível porque, na realidade, não existe osso - isso também é uma ilusão...  

6. Um pouquinho sobre o “carma”: a crença na realidade sólida materialista é fundamental na ciência oficial, assim como a necessidade de que tudo seja provado através de experimentos que possam ser repetidos. Cientistas que sugerem explicações alternativas são jogados no ostracismo ou sabotados, para se defender a “sabedoria” existente. Fundamental para perdermos de vista nossa unidade infinita é a política oficial da ciência não-alternativa que apresenta o mundo como partes desconectadas e isto está refletido na própria estrutura da ciência, com suas especialidades compartimentalizadas, que raramente conversam entre si. Mas, quando as crenças dos cientistas estão afetando os resultados dos experimentos, como a física quântica está cansada de mostrar, de que valia é este dogma? Uma partícula subatômica chamada ”anomalon” foi verificada ter propriedades diferentes em diferentes laboratórios, o que é equivalente a ter um carro que muda de cor e outras características dependendo de quem o está dirigindo. As “leis” da Ciência apenas se aplicam porque os cientistas acreditam que sim e, graças ao estado divinizado da Ciência: o que ela decide que é “real” torna-se a realidade de consenso. Mas tudo é uma ilusão.
Tome, por exemplo, a lei básica da Ciência conhecida como “Lei de Causa e Efeito”, o fundamento da chamada “Lei do Carma”. Para cada ação tem que existir uma reação. Isto é verdade - mas apenas se você acredita que é. Se você acredita que não é verdade então ela não é! As pessoas possuem carma apenas porque elas acreditam que elas o possuem em suas mentes individuais e coletiva. William Tiller, físico da Stanford University, escreve: "quando chegamos nas fronteiras de nossa compreensão, podemos de fato deslocar as leis de tal forma que nós estamos criando a física enquanto caminhamos". Não existem “leis”, apenas possibilidades infinitas. O que é realidade? O que você pensa que é? Então isso é o que é.
Místicos têm comunicado idas a “Salas de Saber” em seus mundos não-físicos e relatado que a Terra é uma “universidade” espiritual onde as pessoas vêm para aprender algumas duras lições e trabalhar seus carmas. Isto é uma total ilusão! "Você acha que o Infinito tem que ir para escola aprender algo quando ele sabe tudo que existe para saber?". Sobre o carma, a idéia que você experimenta aquilo que você fez os outros experimentar, pode-se perguntar: "Por que teria o Infinito de experimentar aquilo que ele mesmo fez experimentar?". A idéia do carma é uma manipulação da Matriz para embasar a crença na passagem do “tempo” - é o meu carma de uma vida passada ou eu estou gerando carma para meu futuro - e para manter as pessoas em um estado de culpa e de auto-condenação. "Amor Infinito não julga a si ou pune a si mesmo - estas são ilusões da desconexão". 
Estas áreas do conhecimento são muito mais subversivas para o sistema do que simplesmente expor a rede de sociedades secretas ou a agenda global porque elas oferecem meios que nós podemos pensar de excluir a agenda e seus valores fascistas de nossa existência e pensar e trazer uma nova realidade em existência. Esta é a transição da prisão para o paraíso. Como toda realidade, a transição tem que acontecer primeiro na mente - ou, mais acertadamente, no coração - e apenas então pode ser experienciada no mundo ”físico” como holograma manifesto. Rejeitar a realidade de consenso e criar a nossa própria é a transformação. É como o conto de Andersen “A Roupa Nova Do Rei”. A realidade de consenso era que ele estava vestindo roupas novas lindas, porque a multidão não queria admitir que ele estava nu. Foi preciso que uma criança gritasse "o rei está nu" para quebrar o encanto e propagar o óbvio. 

7. Acredito que todos já tenham ouvido falar do Conde Drácula, não? É uma ficção, porém baseada em fatos reais, que estão ocorrendo agora na nossa aristrocracia/realeza (Drácula > Draco > Draconianos = linha reptiliana “real”).
Primeiramente, uma introdução: há uma técnica de controle mental chamada de Distúrbio de Múltiplas Personalidades (MPD, em inglês). Isto ocorre quando a mente é fraturada, através de trauma e programação, em uma série de aparentes “personalidades” ou “personagens”, cada um com diferentes atitudes, crenças e, até, diferentes “idades” ou “sexos”. David Icke testemunhou um caso (na sala de um terapeuta)  de uma mulher de 30 anos que manifestou sete distintas “personalidades” em meia hora de sessão, incluindo uma de bebê. Cada personalidade tinha seu próprio nome, antecedentes e características, e cada uma foi trazida à tona, em seqüência, pelo terapeuta pelo uso de palavras corretas de acionamento e por códigos. Quando uma personalidade era comutada para outra, a face da mulher mudava, inclusive a cor dos olhos e características da pele (cicatrizes podem desaparecer quando uma personagem substitui outra como a mente consciente). A pessoa pode estar doente, em um modo, e perfeitamente saudável no outro. Mulheres com MPD podem ter diferentes ritmos menstruais com cada personalidade, e parecerem mais velhas ou mais jovens. Agora, como é o outro termo para essa transformação instantânea das feições da face e do corpo? Mudança de forma (“shape-shifting”, em inglês). Esta é uma das características do Drácula: mudança de forma, assim como os humanos reptilianos. Drácula é um vampiro, assim como os humanos draco-reptilianos, que bebem sangue humano comum, alimentando-se da energia humana. A linha dos manipuladores está seriamente envolvida em sacrifícios humanos e em rituais de beber sangue em toda a nossa história. Os registros sumérios revelam que os Anunnakis, deuses da Antiga Suméria que igualmente apreciavam o derramamento de sangue humano, eram uma raça reptiliana. 

8. Quando os místicos meditam, antes de executarem um “milagre”, eles estão se desconectando da realidade de consenso, a mente coletiva, que diz que o “milagre” é impossível.
O que não vemos, nós inventamos: nossos olhos possuem um ponto cego, onde o nervo óptico se conecta ao olho, no meio da retina. Qualquer que seja o objeto que olharmos, nós não podemos ver nada que incide naquela parte do olho, mas o cérebro constrói a cena completa usando a informação disponível e, portanto, preenche o “buraco” usando para tal as imagens vindas do outro olho ou recolhidas na memória. Realidade é apenas aquilo que nós fomos programados a acreditar que é. Vemos apenas o que estamos condicionados a ver e editamos (eliminamos) tudo o que contradiz esse condicionamento. 
Implantar crenças é tudo o que os manipuladores desejam, pois é através da crença que nós manifestamos nossa realidade. Geralmente, a crença cria a Polarização; polarização = divisão e conflito, divisão e conflito = dividir e dominar. Eles desejam crenças rígidas e em conflito, por esta razão; eles não se importam muito com o que você acredita piamente, contanto que você acredite piamente em algo, porque assim eles podem jogar você contra os outros que acreditam piamente no (aparente) oposto. 
Albert Einstein disse: ”nós precisamos lembrar que nós não observamos a natureza como ela existe realmente, mas a natureza exposta aos nossos métodos de percepção. As teorias determinam o que nós podemos ou não podemos observar”.  O que nós pensamos que vemos como edifício, pessoas, florestas e lagos são, na realidade, ilusões holográficas tridimensionais conjuradas nessa realidade por nossas próprias mentes. As sessões de hipnose exemplificam bem esta situação. 
O que é “livre arbítrio”? A mente consciente não é aquela que, no final, está no controle dos eventos, exceto na forma que ela decodifica os padrões holográficos 3D de acordo com o seu senso de realidade. O Inconsciente é a fonte principal de resposta humana e de comportamento, e não a consciência que pensa que está tomando as decisões. Experimentos revelaram que os sinais no cérebro, necessários para mover um braço, abrir a boca ou executar qualquer ação física, começa um segundo e meio antes da mente consciente tomar a “decisão” correspondente. 
A Matriz foi criada pelo Inconsciente Coletivo, e a mente consciente foi aprisionada pelas ilusões assim criadas. A Matriz tomou vida própria quando ela acessou uma fonte de energia própria: o medo gerado pelas mentes consciente e Inconsciente aprisionadas em uma ilusão que acreditam ser “real”. Este medo auto-percebido, a Matriz, então aprisiona também o Inconsciente Coletivo na ilusão. É o Inconsciente que os manipuladores visam controlar. Estamos condicionados a ver o que nos é dito para ver, pelas normas da sociedade. A hipnose nos vem de inúmeras formas: na infância estamos sujeitos à programação de nossos pais, que instilam suas próprias realidades sobre nós. Isso se compõe, em seguida, com a educação que recebemos na escola. Educação não está envolvida com o desenvolvimento da auto-percepção, ela meramente prepara os jovens para os trabalhos que servem ao sistema. A educação verdadeira seria desaprender a doutrinação incutida pela “educação” oficial. O hipnotizador residente encontra-se no canto da sala: “mamãe, onde eu aprendo o significado da vida?”. “Oh, cale a boca e veja TV”. “OK, mamãe...”. 

9. Fatos incomuns podem acontecer quando as pessoas manifestam ilusões diferentes e sonhos diferentes. Quantas vezes temos sonhos nos quais participamos de eventos que iriam nos matar ou machucar, mas isso não acontece? Da mesma forma, ser for sua realidade que o fogo não pode queimar seu pé, então ele não pode. Por que? Porque seus pés não existem mais do que o fogo! Como pode uma ilusão queimar uma ilusão, a não ser que acreditemos que ela possa e manifestemos essa realidade: a ilusão da queimadura e a da dor? Quando sentimos dor, é no cérebro que a sentimos e não no dedão que chutou a perna da mesa. O cérebro manifesta a dor pela mensagem que ele recebe e o cérebro condicionado sente dor apenas porque ele pensa que deve sentir. Isto é o que o programa de computador diz e isso é o que ele entrega como resultado. Quando você muda o programa, você obtém uma realidade diferente: sem queimadura e sem dor. 
“Milagres” são apenas saídas da realidade de consenso para onde suas ”leis” ilusórias não mais se aplicam. Como pode o seu corpo queimar quando você sabe que ele é apenas uma ilusão holográfica de sua mente? Como pode uma ilusão holográfica ser prejudicada por uma espada ou uma bala, que também é apenas uma ilusão holográfica? Resposta: apenas quando você acredita que isso é possível! O homem que “perdeu” metade do seu corpo quando meditava foi para um tal estado de consciência (sua realidade) que seu corpo holográfico começou a segui-lo. Fazendo isso, ele começou a desaparecer, retirando-se desta realidade. 
Quanto à levitação e outros fenômenos ditos “paranormais” (paranormais para a realidade de consenso), o princípio é o mesmo. "Quando você levita, não é você que vai 'para cima', é o seu 'mundo' que vai 'para baixo'." Mas não é a levitação a arte de sobrepujar a gravidade? Apenas se você pensa que é, porque a gravidade é outra ilusão. Se nós não acreditarmos nela, nós não iremos estar sujeitos às suas leis. Não existem leis a não ser que nós acreditemos que elas existam. Amor infinito é a única verdade, tudo o mais é ilusão. Pessoas têm levantado carros para salvar seus filhos: suas mentes em estado emocional altamente concentrado mudam as realidades e não ficam mais sujeitas às “leis” desta realidade que conhecemos. Todos conhecem fatos semelhantes a este. 
Muitos tentam fazer esses aparentes “milagres” com a chamada “iluminação” ou “avanço espiritual”, o que pode vir ser uma armadilha. Você não é um “deus vivo na Terra” por conseguir fazer esses truques que vêm do conhecimento de como nós criamos a realidade: os manipuladores estão usando essas técnicas o tempo todo. Essas habilidades podem ser usadas (e o são) por aqueles que desejam expor a ilusão e  ajudar as pessoas a despertarem dela. Mas não precisa ser assim: isso é apenas um conhecimento e você pode usá-lo da forma que desejar... 

10. No laboratório podemos gerar um holograma a partir de um feixe de luz emitido por um laser. Divide-se esse feixe em dois feixes: um vai diretamente à chapa fotográfica e, o outro vai para essa mesma chapa fotográfica após ser refletido pelo objeto a ser fotografado. Para reproduzir a foto do objeto, em 3 dimensões, usa-se o mesmo laser para iluminar o holograma gerado na etapa anterior. Uma das características espantosas do holograma é que cada parte contém o todo: se você cortar o filme holográfico em quatro partes e incidir o laser em cada um desses pedaços, eles não irão revelar quatro partes da cena fotografada, mas cada pedaço irá mostrar um versão menor de toda a cena. Você pode cortar a chapa em quantos pedaços quiser e eles sempre irão projetar a mesma imagem inteira (completa), quando o laser os iluminam. É exatamente porque o corpo humano é um holograma que cada célula contém toda a informação necessária para “crescer” um corpo inteiro. Portanto, pode-se clonar pessoas e animais a partir de uma única célula, usando-se sua informação genética contida no DNA (ácido desoxiribonuclêico).  
A Medicina convencional tende a rejeitar alternativas como a Acupuntura, a Homeopatia, a Reflexologia, as Medicinas Tradicionais Xamânicas, etc. Mas se ela não estivesse tão “hipnotizada” pelo cartel farmacêutico dos manipuladores, ela iria perceber que o corpo é um holograma e a base de tais terapias alternativas não poderia ser mais simples. A Reflexologia, por exemplo, baseia-se no entendimento de que diferentes partes do corpo (pés, mãos e orelhas) são espelhos de todo os órgãos e quando se trabalha sobre estas imagens refletidas, atua-se sobre o órgão da mesma forma. A mesma coisa acontece com a Iridologia: todos os órgãos do corpo estampados na íris dos olhos. Isto é perfeitamente lógico, já que o corpo é um holograma e cada parte do holograma contém a imagem do todo: cada célula contém o todo. A Acupuntura baseia-se nos sub-sistemas holográficos do corpo, assim como a Kiromancia, porque a mão contém informação de todo o corpo. O corpo holográfico é uma expressão do holograma que é o universo e o cosmos, assim como cada parte do corpo ( o Micro-Cosmos repete o Macro-Cosmos). 
O cérebro não é a alma, o cérebro é um computador usado pela mente e portanto os cientistas nunca conseguiram localizar onde, no cérebro, encontra-se a alma. Eles nunca irão encontrar, porque a alma não está lá. Nós não pensamos com o cérebro, mas através do cérebro, na nossa realidade dos 5 sentidos. A ciência oficial também não localizou a área do cérebro que contém a memória, porque a memória, o “disco rígido do computador” está espalhada por todo o cérebro, já que o cérebro é um holograma e cada parte contém o todo. Pessoas já tiveram boa parte do cérebro removidas, por causa de tumores e surpreendentemente não perderam certas memórias específicas. O holograma tem uma enorme capacidade de armazenar informação: pode-se armazenar muitas cenas em um mesmo filme holográfico, por exemplo, e mudando-se o ângulo de incidência da luz do laser, escolher qual a cena que se quer ver. Nossa memória funciona de forma semelhante: possuímos memória fotográfica holográfica. Pessoas podem “ler” objetos, como relógios e jóias, e tirar deles informações detalhadas de suas histórias e dos donos, porque os objetos são hologramas que registram essas informações. Os hologramas de nosso corpo armazenam a memória de todos nossos sentidos. Quando, por exemplo, cheiramos algo isso pode acionar uma memória tão poderosa como quando vemos ou escutamos algo que nos lembra uma certa experiência. A memória holográfica estende-se além do cérebro para todo o corpo holográfico. O holograma do corpo contém a memória do holograma do cosmos e assim por diante. Tudo está conectado com tudo. Tudo É tudo. A Matriz não pode dividir o todo em partes porque a Unicidade é sempre a Unicidade, mas a Matriz pode dar a ilusão de divisão e de polaridade, e isso é o que ela faz, manipulando nosso sentido de realidade. Divisão e polaridade são ilusões, porque tudo é Um. 

11. Vejamos algumas informações sobre nossos sentidos holográficos. Todos os nossos 5 sentidos são holográficos e estão localizados por todo o corpo-holograma. Sim, até a nossa visão. É claro que não precisamos de olhos para ver, quando analisamos os inúmeros relatos daqueles que passaram pelos fenômenos de experiência “fora-do-corpo” e de “quase-morte”. Eles se desprendem de seus corpos e de seus olhos físicos, mas eles continuam a ver. Isto é possível porque a mente não vê, apenas decodifica padrões de freqüência em ilusões holográficas que ela pensa que vê (gnosia visual). É uma realidade virtual e você não precisa de olhos para ver aquilo que sua mente está pensando, porque isso tudo está acontecendo “aqui dentro” e não “lá fora”. Se algo pode decodificar freqüências em hologramas, este algo pode “ver”. Como todas as consciências podem fazer isto,  tudo pode ver e cada parte do corpo holográfico possui “olhos”. Portanto, podemos ver através de qualquer parte do corpo, já que o corpo é um holograma. Experimentos mostram que ratos continuam a ver perfeitamente com 90 % do córtex visual do cérebro removido e gatos continuam a ver após 98 % de seus nervos ópticos deixarem de funcionar. Muitos experimentos mostraram que certas pessoas podem ver e ler através das mãos, com seus olhos vendados. As mãos e todas as outras partes do corpo podem enviar mensagens ao córtex visual no cérebro, de onde nós “vemos”. De fato, não precisamos, inclusive, de cérebro para ver, isto é mais um nível da ilusão. Por acaso o Infinito precisa de olhos e de um cérebro para ver?? 
Paul Bach-y-Rita, um neurocientista e médico na Universidade de Wisconsin em Madison, Estados Unidos, diz: “você não vê com os olhos. Você vê com o cérebro (indo mais além: você vê com a mente). Quando uma imagem atinge a retina do olho, ela torna-se pulsos nervosos sem diferença daqueles que vêm do dedão do pé”. Informação entra nos olhos como um padrão de freqüências e o cérebro o transforma em uma imagem 3D. Como cada parte do holograma contém o todo, cada parte do corpo - a mão, o pé, o joelho - tem a capacidade de passar padrões de freqüências para o cérebro, que os transformam em hologramas que nós podemos “ver”. Isto significa que as pessoas realmente possuem “olhos nas costas”, como se diz. Já ouvi falar de pessoas que conseguem ver em 360 graus quando elas entram em estados alterados de consciência, que fazem com que elas se sintonizem a esses sentidos, retirando o foco da realidade de consenso dos 5 sentidos. Tudo perfeitamente explicável de uma perspectiva holográfica. A revista Life reportou que uma russa chamada Rosa Kuleshova podia ler com a ponta dos seus dedos e outros podiam fazer o mesmo com outras partes de seus corpos, como nariz e orelha. David Eisenberg, da Harvard Medical School, comenta que duas irmãzinhas chinezas podiam ler com suas axilas!
Paul Bach-y-Rita e outros descobriram que nós podemos ver através da língua. Eles desenvolveram um dispositivo para estimular a habilidade da língua para perceber imagens e isto tem permitido a pessoas cegas recuperarem a visão. Um relatório diz: “a língua, um órgão do paladar e do tato, pode parecer um substituto improvável dos olhos. Afinal, ela está normalmente escondida dentro da boca, insensível à luz, e não conectada aos nervos ópticos. Porém, um volume crescente de pesquisas indica que a língua pode ser o segundo melhor lugar do corpo para receber informação visual do mundo e transmiti-la para o cérebro”. Pesquisas anteriores têm usado a pele como uma rota para as imagens que chegam ao sistema nervoso. Pessoas conseguem decodificar pulsos nervosos como informação visual que vêm de outras fontes, que não os olhos, mostrando quão adaptável e plástico é o cérebro. A maioria das pessoas não acessa estas habilidades inatas porque elas não sabem que elas as possuem e elas não acreditam que elas as possuem. Nós somos o que nós pensamos que somos e nós conseguimos fazer aquilo que nós acreditamos que nós podemos fazer. Cada parte do holograma possui os sentidos do todo e é consciente. No livro “O Universo Holográfico”, Michael Talbot conta que ele estava tendo um problema com o baço e ele estava usando visualização para tratar o problema, usando sua mente para rebalancear o holograma constituído pelo baço. Uma noite ele ficou frustrado com o processo e, na privacidade de seus próprios pensamentos, deu a seu baço uma reprimenda por não responder com suficiente rapidez. Alguns dias depois ele foi consultar uma vidente sobre sua saúde e ela identificou o problema no baço e, então, parou, parecendo confusa, antes de dizer: “seu baço está muito perturbado com algo. Por acaso você tem gritado com o seu baço?”. Ela disse que o baço ficou doente porque ele pensou que isso era o que Talbot queria. Ele tinha dado mensagens erradas, ela disse, e agora o baço estava confuso. “Nunca, nunca fique com raiva do seu corpo ou com seus órgãos internos”, ela disse, “apenas envie mensagens positivas para eles”. 

12. A Matriz dos manipuladores procura construir uma realidade de consenso na qual a mente humana coletiva, o inconsciente coletivo de Jung, aceita a “verdade” prevalente que ela está programada para acreditar. Quanto mais isso acontece, mais poderosos são os padrões de pensamento que mantêm a realidade manipulada coesa e mais densos os hologramas irão parecer. Nós estamos nos hipnotizando mutuamente através da aceitação e imposição das normas, que leva a compartilharmos das mesmas ilusões básicas. O objetivo é solidificar a ilusão de consenso ainda mais, removendo os desafiantes e as alternativas a ela. 
A realidade da Matriz está construída com pensamentos ilusórios altamente desbalanceados (medos) que produzem padrões vibratórios de baixa freqüência. Aqueles presos à ilusão da Matriz ressoam nesses padrões e quanto mais preso você está, mais devagar será sua vibração. Cria-se um círculo vicioso com ambos, a prisão e os prisioneiros, contribuindo para a sobrevivência da Matriz.
Até que esses padrões de freqüência sejam desafiados por aqueles que vibram na Unicidade e na harmonia, a Matriz irá prevalecer, já que medo e desarmonia são a Matriz. A analogia mecânica desse fenômeno pode ser observada, por exemplo, quando colocamos dois violinos próximos um do outro: ao acionarmos uma corda em um dos violinos, a mesma corda do outro violino irá começar a vibrar, no que é chamada de ressonância simpatética. 
Quando temos um pensamento, nós estamos enviando ondas de som em freqüências que os 5 sentidos não podem ouvir (infrasom) e este som ressoa um padrão espacial de freqüência. Mude o som - o pensamento, a realidade - e o mundo muda. Parece que esses campos de pensamento formam vórtices, como redemoinhos em uma pia, que podem tornar-se fixos e rígidos, correspondendo a opiniões fixas, pontos de vista imutáveis e senso rígido da realidade, que resistem a mudanças. 
O que acontece quando uma pessoa desafia o sistema e oferece uma outra realidade? Ela é ridicularizada, condenada, despedida, marginalizada, atacada financeiramente, aprisionada ou, mesmo, morta. O que está realmente acontecendo em um nível vibracional? É a expressão dos 5 sentidos do padrão de energia da Matriz que está forçando a corda vibrante desajustada a entrar na linha. Podemos ver as conseqüências em tais rebeldes sendo atacados de várias formas, pois para a Matriz eles representam um tom de freqüência diferente que precisa ser jogado de volta para a linha vibracional prevalente da Matriz. É comum vermos políticos que começam desafiando o sistema e, depois, tornam-se advogados dele. 
Não podemos acabar com a prisão da Matriz reagindo “lá fora” com armas, bombas, raiva e ódio, porque isso irá tornar a freqüência da Matriz ainda mais forte, contribuindo para o seu padrão de desarmonia. A solução encontra-se “aqui dentro”, mudando os nossos padrões próprios de vibração e nos conectando com a Unicidade, a harmonia e o amor. Se mudarmos a nós mesmos, nós mudamos o nosso mundo, nossa realidade. A Matriz é uma construção vibracional e para remover seu controle temos que romper o poder vibracional que ela tem sobre nós. Na realidade, a maior parte desse 'poder' é simplesmente nossa ignorância de que tal controle existe. 
Nós estamos criando o nosso próprio universo, um único para nós. Quanto mais você redefine sua realidade, com relação ao consenso, mais você irá se destacar da multidão e ser um prego acima do resto. A razão dos manipuladores  procurarem martelarem essas pessoas de volta para o conjunto dos outros pregos bem enfiados em uma base de madeira é que elas ameaçam sabotar a própria realidade de consenso da qual a Matriz depende. Essas pessoas mostram que existe mais de uma realidade possível. Os visionários são pessoas perigosas para os manipuladores e eles desejam se ver livres delas. Uma pessoa independente é um demônio para um manipulador da realidade de consenso! 
Quando nos for dito para fazer ou acreditar em algo, pergunte: “quem decidiu isso?”, “por que devo fazer ou acreditar nisso?”. Eu sou o Um Infinito, não TENHO que fazer ou acreditar em nada que eu não queira. Melhor, nem faça essas perguntas... 

13. Que momento excitante para estar aqui nesta ilusão dos 5 sentidos! Nós estamos voltando para casa, apesar de nunca termos partido! Apenas nos enganamos que tínhamos partido! A gargalhada é muito importante nisto tudo. Não existem lágrimas no “céu”; nem sofrimento no Um. O que podemos fazer, a não ser gargalhar? Aqui estamos correndo em torno de um laço no tempo, como um rato em sua roda giratória, acreditando em um tempo que não existe. Quanto mais rápido nos movemos para frente, mais rápido nós vamos para trás, quando, na verdade, nunca vamos a lugar nenhum. Que gozação! Nossos corpos apenas “morrem” porque nós pensamos que eles morrem. Nós apenas sentimos dor e ficamos doentes porque nós pensamos que isso ocorre. Nós ficamos velhos porque nós pensamos que nós ficamos. Nós batemos a cabeça contra uma parede sólida que não pode ser sólida; nós chutamos nosso dedão na perna da mesa, apesar da mesa ser uma ilusão, assim como o dedão. Nós temos medo do futuro, apesar de não existir futuro. Nós lamentamos o passado, quando não existe passado. Nós temos medo do desconhecido apesar de termos o conhecimento de Tudo que existe. Um sábio chinês disse: "finalmente, no fim quando tudo está terminado e todas as questões foram respondidas, não existe mais nada a fazer a não ser sentar e dar uma ótima gargalhada".

Você quer dizer que a Lua não é real? Não é. E que tal o Sol? Também não é? Mas eu estou caminhando sobre a Terra, certo? Não, você está de pé sobre sua mente. OK, te vejo amanhã? Não existe amanhã. Está acontecendo agora, exatamente como ontem. Que hora são? Aquela que você pensa que é. Você está brincando, certo? Está me tirando um sarro? Não, é verdade, honestamente. Isso é realmente verdade? Sim, se você pensa que é! Somos uma Unicidade Infinita. Nós não podemos morrer e nós somos aquilo que escolhemos ser por toda a eternidade. O que acontece, nós fazemos acontecer e temos o poder infinito para mudar.

24 de maio de 2012

SOMOS VIAJANTES



Somos viajantes de uma jornada cósmica - poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito.


A vida é eterna . Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias.


Deepak  Chopra

Imagem

23 de maio de 2012

EVOLUÇÃO


Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.
Primeiro, foste mineral;
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode isto ser segredo para ti?


Finalmente, foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé.
Contempla teu corpo - um punhado de pó -
vê quão perfeito se tornou!


Quando tiveres cumprido tua jornada,
decerto hás de regressar como anjo;
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.


Rumi

22 de maio de 2012

COPYCAT

No modelo de prova social, as pessoas imitam aqueles
que parecem semelhantes, por causa ou apesar
da desaprovação da sociedade.


Pelos comentários no velho Box e pelos inúmeros e-mails que recebo diariamente, é presente, a preocupação com os acontecimentos futuros em relação aos mais frágeis – digo – crianças e idosos e céticos. Esses últimos então, são os que nos darão mais trabalho. É só esperar. Conheço dezenas deles

É uma raça em franca extinção, mas que lutam com muita disposição se debatendo, chutando, agredindo a todos antes de cair “em tentação”. Não acreditam em nada que os ponha contra a parede.


E o que nos resta até lá? Um sujeito grande e barbado aos prantos ou uma dona histérica que não sabem o que fazer e nem sabem como começar a agir diante de algo, por si e pelos outros a sua volta. Só sabem se queixar e pouco ajudam a comunidade, pois viveram todos seus dias achando que o “mundo é lindo e perfeito” e que com fé “alguém irá lhes ajudar”, claro, e esperando que essa benção seja dada somente a eles.

E quando as coisas não saem como eles previram, ou desejaram... basta colocar a culpa em alguém, lógico! É mais fácil e lhes garante certa estabilidade emocional, pois afastam a suaresponsabilidade como gerador daquele evento.

Essas pessoas não querem e não dispõem de informação necessária para saber “do que se defender” e entender “porque o céu está desabando em sua cabeça”. A totalausência de informação faz com que optem apenas por uma única saída... e na hora de pânico, a pior delas – seguir a manada.

Os céticos vão nos dar muito trabalho... Mas estamos aqui para ajudá-los no que for possível, né, gente? Conhecimento é poder– poder de ter várias opções, várias possibilidades. Poder de se auto-ajustar, se organizar mentalmente, se estruturar de maneira a deixar os que estão a nossa volta mais otimistas e seguros de que tudo ficará bem dentro de uma visão evolutiva.

Afinal, a morte não existe. O medo de não “existir” é que nos prende aqui nessa roda, e não conseguiremos sair dela se não entendermos isso de uma vez. Como energia que somos, apenas sofremos mudanças, e saber como esse processo age é a nossa meta.


A nossa dificuldade em entender nosso
ambiente é limitado pela nossa linguagem

Quando damos uma palavra a um evento temos que ter cuidado com esse“símbolo”, pois ele expressa uma experiência clara, mas não óbvia, e particular de alguém.

Onde quero chegar? Quero que você entenda que parece para muitos que só estamos “focando” em desgraça e isso “não é o certo” para eles, devido a premissa que devemos ser “positivos sempre”.

É nesse argumento que percebo que há uma falta de informação, uma lacuna aí, que provoca essa sensação de mal estar quando se estuda sobre os eventos que estão pipocando a todos os segundos nas diversas mídias.

As pessoas, de um modo geral, têm medo do que não conhecem. Tudo é um “risco” iminente de usurpar a sua vidinha material em potencial. Com isso enfiar a cabeça no buraco é muito mais seguro. Tapar os olhos também é uma opção ou fingir que nada está acontecendo no mundo ou lá na China, também é uma opção. Os céticos dizem: o mundo seguirá da “mesma” forma como sempre... isso parece óbvio? Somente paraleigos no assunto.


O símbolo – Desgraça - para mim chama-se - IGNORÂNCIA. Ignorar o que acontece ao redor e não se esforçar para entendê-lo é uma desgraça!. Ignorar certosconhecimentos antigos que nos mostram o caminho para crescer, nos libertar, para sermos mais do que somos hoje = seres domesticados para o abate – isso é permanecer na desgraça.


Desejo mais do que isso para mim e meus entes queridos, as pessoas que eu estimo. Não posso ajudar a TODOS a encontrar um caminho, mas posso ajudar um pouco aqueles que desejam desesperadamente a encontrá-lo...


A partir do instante que a humanidade foi desorientada quanto à sua origem, ela se tornou um livro de páginas brancas, onde outros seres “reescrevem” sua história nela. Isso não quer dizer que eles sejam bons ou maus, mas estão fazendo aquilo que sabem dentro de seus conhecimentos, sua primitiva evolução. Cabe a nós a responsabilidade de identificar esse padrão e nos livrar dele - evoluindo!

Definição de parasita
Os parasitas são seres vivos que retiram de outros organismos os recursos necessários para a sua sobrevivência. Enquantoo hospedeiro não souber de sua existência vai continuar alimentando-o e passando privações que futuramente o levarão a morte.

Bom, nós já sabemos que hospedamos um parasita, mas como nos livrar dele? Um "antídoto" para a hipnose coletiva alienígena contra a humanidade seria que cada pessoa, conscientemente, aumentasse a freqüência do seu pensamento em um plano superior, em um estado de pleno conforto espiritual em relação a continuidade de sua existência em outros planos dimensionais.


Já temos bastante informação sobre eles e agora temos que parar de alimentá-los. E só poderemos fazê-lo se entendermos essa engrenagem biológica. O que lhes dá prazer e os alimenta é o MEDO. O que lhes causa desconforto é a nossa segurança, autoconsciência e independência. Eles não sabem lidar com isso. Portanto, vamos trabalhar na nossa independência, nossa segurança e nos auto conscientizar que tudo isso gira em torno de nossas escolhas – nada mais.

Copycat 
você sabe o que é isso?

É uma expressão em inglês que utiliza duas palavras distintas "copy",que significa "cópia" e "cat", que quer dizer "gato". Essa expressão partiu da observação de ver os filhotes de gatos imitando, todos juntos, o comportamento da mãe. Mas isso não se limita aos gatos, a aprendizagem é passada assim a todos os animais – por imitação. E como animais que somos...inconscientemente imitamos aquilo que é foco da nossa atenção.

Estamos justamente nos preparando para ficarmos atentos, acordados, CONSCIENTES, do que estamos vendo, sentindo e vivenciando a cada dia, pois só assim “dificilmente” seremos MANIPULADOS. Digo “dificilmente” porque só irá ser enganado quem está alheio a tudo e realmente está determinado a seguir a manada, a multidão.



A coisa mais importante na defesa da manipulação é estar consciente da sua linguagem = Símbolo – que representa, e ter absoluta ciência que nós formamos crenças e conceitos sobre os eventos.


O Filósofo G.A Tawny define uma multidão como "um conjunto numeroso de pessoas que enfrentam uma situação concreta em conjunto e são mais ou menos conscientes da sua existência física como um grupo.

Veja que uma multidão é formada por pequenos grupos de pessoas que não necessariamente estão familiarizados um com o outro. Raramente agem uníssonos, e se assim o fizerem, a ação não dura muito. Se enfrentam uma situação juntos é devido a um único interesse – sobreviver! Isso lhes dá uma direção, mas nem sempre a melhor para suas expectativas.

“É por “exemplos” e não por argumentos
que as multidões são guiadas”.
Le Bon

"Em uma multidão cada sentimento e ato são contagiosos, e contagiosos em tal grau que o indivíduo prontamente sacrifica seu interesse pessoal ao interesse coletivo." Bernays


Edward Bernays (1891 – 1995), sobrinho do psicoanalista Sigmund Freud foi um dos primeiros a tentar manipular a opinião pública usando a psicologia do subconsciente. Ele sabia que as pessoas que estão reunidas em uma multidão, atuam de forma diferente dos que estão atuando de forma individual.


Se vocês tiverem curiosidade leiam sobre esse Senhor Bernays (sobrinho de Freud) e veja o que ele andou fazendo com as nossas cabeças...


As mentes individuais do grupo combinam se em uma mente maciça. O entusiasmo de cada membro aumenta como resultado, e assim cada um se converte em um ser menos consciente da natureza verdadeira de suas próprias ações. Os sentimentos e idéias de todas as pessoas tomam uma mesma direção, e sua personalidade consciente desaparece.

Temos que estar conscientes a cada instante para não seguirmos o rebanho- como sempre fizemos – nas fases escolares, nos eventos esportivos, encontros religiosos, nos julgamentos apressados, na maneira de nos vestir, comer, pensar etc. Assistimos a uma novela ou um filme e vemos alguém se tatuando... pronto, aquilo vira lei. Não sabemos porque estamos fazendo, apenas fazemos porque todo mundo ou fez ou está fazendo – Copycat.

Sabemos que a TV e outras mídias são hipnotizadores. Os responsáveis por detrás da tela sabem do que gostamos e sabem como nos conquistar. Sabemos agora também que não nos dão às informações que precisamos saber. Ficamos à mercê dos eventos sem oportunidade de escolhas. Temos que seguir a manada. Somos presas fáceis nos caminhos que estão sendo traçados pelos nossos “senhores de engenho”.

A verdade é que não há prisão em níveis mais elevados de consciência, mas sim nos níveis mais baixos. Quanto menor a informação, mas suscetível a escravização por parte de qualquer um.


Na verdade o que garante uma boa manipulação sobre um SER é privá-lo depouca ou nenhuma informação sobre quem ele é - o que ele é. Se você se perde numa rua e não tem a menor noção de onde está, qualquer informação será a verdadeira, certo? Podem te mandar para bem longe de seu destino ou fazê-lo ficar mais perdido ainda. Mas se você já sai de casa com um bom mapa da região, o máximo que poderá ocorrer é você observar que quem lhe deu a orientação está mais perdido que você ou está de má fé.

Será que vocês estão entendendo o que quero dizer? Sem informação não somos nada, apenas um depósito vazio de lixo. Alguém joga algo lá dentro e tira quando estiver cheio. Não temos nenhum controle sobre o que estão jogando e o que estão tirando de nós...

Estar autoconsciente é ter poder de barrar aquilo que nos faz mal, aquilo que muda nossa vibração. Dirigir nosso caminho, nosso processo de crescimento, acelerar a fita ou voltar atrás. É mudar um rumo da conversa sem precisar gastar saliva. É poder dormir serenamente quando se tem sono, comer apenas quando se tem fome, é ter poder sobre seu corpo, crer na sua homeostase, se manter equilibrado e procurar entender como essa evolução está nos afetando.


Desde pequenos fomos ensinados a “lutar” para sobreviver, mas poucos sabem que sobrevivência envolve equilíbrio entre crescimento e proteção. Não se pode crescer sem se proteger ao mesmo tempo.


Essa idéia tem a ver com locação de energias. Estamos gastando a maior parte de nosso tempo perdendo energia nos protegendo ao invés de crescermos como humanos. Não falo somente da proteção física, mas da proteção de velhas crenças,proteção e manutenção de velhos modelos, padrões de pensamento que não se encaixarão num futuro bem próximo...


A ultrapassada teoria de Charles Darwin nos confundiu por um bom tempo nos levando a crer que a seleção natural é aevolução. A seleção natural ocorre sim na natureza, mas ela NÂO PRODUZ características biológicas ou variações que forcem uma evolução ou influenciem a origem da vida.


Esse fenômeno evolutivo ocorre quando o ambiente muda radicalmente fazendo com que o ser vivo utilize novas maneiras de se proteger/adaptar as novas exigências desse ambiente. Essa mudança de comportamento faz com que utilizemos funções que não utilizávamos antes. Essa informação então é aprendida e passada a novas gerações direta e indiretamente (genes/comportamento)


Acreditar que a Natureza “concede” a poucos, certos direitos de sobrevivência, não me parece muito justo. Os mais fortes ganham, os mais fracos são eliminados? Não creio que o Universo como um organismo vivo aceite essa idéia, por isso de tempos em tempos ele provoque uma alteração tão grande em todas as estruturas ambientais para fazer com que TODOS, sem exceção, se mexam e mudem seus comportamentos, suas formas de agir e pensar levando assim a uma evolução – desenrolar de uma nova vida.

O sistema nervoso deve evoluir à medida que evolui o DNA - para lidar com a corrente elétrica que será transmitida por todo o corpo no avançar dos anos.


Estou aprendendo muito com todos vocês. Cada um é único e cada um detém algum conhecimento que os demais não têm. Temos que ser um grupo e não uma“multidão” de lunáticos como querem nos fazer sentir. Devemos aprender mais e mais a cada dia para podermos separar o que serve e o que não serve para cada um de nós.

Lembrando: Não existe verdade, não existe mentira, bons e maus, certo e errado,apenas pontos de vista diferentes. Eu não preciso provar nada a vocês e vocês não devem crer em tudo que escrevo, apenas procurem as suas “verdades” no que exponho aqui. Pesquisem, pesquisem. Leiam muito. Eu faço isso o dia todo.


Viver pré-ocupando a mente com eventos medonhos sem dar a eles uma solução é polarizar. A preocupação, num certo sentido é um ensaio daquilo que pode sair do contexto habitual e promover ferramentas para lidar com o fato. A tarefa da preocupação éapresentar soluções positivas para os perigos possíveis, prevendo-os ANTES que surjam. E se surgir, ter conhecimento suficiente para não se deixar levar pela multidão.


Atente que a combinação de pressão atmosférica e altas temperaturas podem provocar inquietação, irritabilidade, ataques de mau humor e até atos agressivos. A arte de nos tranqüilizarmos é um dom fundamental da vida – essa por sinal é a mais essencial de todas as ferramentas psíquicas.


Com calma estude maneiras de encontrar água potável e frutas fora de seu bairro/cidade - longe dos grandes centros. Estude várias formas de como chegar lá. O que levar. Encontre pessoas que pensam como você. Formem grupos de apoio na sua comunidade. Troquem informações sobre medicina alternativa, cozinha natural, como fazer um bivaque etc


A maneira como você vê o mundo e se prepara para ele, será seguido pelos mais frágeis – crianças – idosos e céticos.


“Quem na vida sentido não lhe deu
foi como andar sem guia
pelas alas de um museu”


Olhou, olhou muita coisa bonita, mas não aprendeu nada!


Laura Botelho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!